Curta a nossa página!

terça-feira, 29 de janeiro de 2013

ESTAMOS EM LUTO!


TODOS EM LUTO... 

MUITO TRISTE O QUE ACONTECEU...

Melhor poeta e cronista gaúcho contemporâneo, FABRÍCIO CARPINEJAR traduz de forma ímpar o sentimento que assola famílias e amigos das vítimas, bem como a todos quanto comungamos do mesmo sentimento de dor e pesar…

Com licença, Poeta, mas o texto é ANTOLÓGICO. Sinto-me na obrigação moral de publicá-lo para que seja mais e mais lido, refletido e repassado adiante:
Agradecendo antecipadamente pela cessão do texto publicado no jornal Zero Hora, sugiro a você, leitor amigo, conferir a força das palavras do Poeta sobre a lastimável tragédia de Santa Maria.
CARPINEJAR diz tudo…  é ARREPIANTE !
Morri em Santa Maria hoje.
Quem não morreu ?
Morri na Rua dos Andradas, 1925. Numa ladeira encrespada de fumaça.
A fumaça nunca foi tão negra no Rio Grande do Sul. Nunca uma nuvem foi tão nefasta. Nem as tempestades mais mórbidas e elétricas desejam sua companhia.
Seguirá sozinha, avulsa, página arrancada de um mapa. A fumaça corrompeu o céu para sempre.
O azul é cinza, anoitecemos em 27 de janeiro de 2013.
As chamas se acalmaram às 5h30, mas a morte nunca mais será controlada.
Morri porque tenho uma filha adolescente que demora a voltar para casa. Morri porque já entrei em uma boate pensando como sairia dali em caso de incêndio. Morri porque prefiro ficar perto do palco para ouvir melhor a banda. Morri porque já confundi a porta de banheiro com a de emergência.
Morri porque jamais o fogo pede desculpas quando passa. Morri porque já fui de algum jeito todos que morreram. Morri sufocado de excesso de morte; como acordar de novo ?
O prédio não aterrissou da manhã, como um avião desgovernado na pista. A saída era uma só e o medo vinha de todos os lados. Os adolescentes não vão acordar na hora do almoço. Não vão se lembrar de nada. Ou entender como se distanciaram de repente do futuro.
Mais de duzentos e cinquenta jovens sem o último beijo da mãe, do pai, dos irmãos.   Os telefones ainda tocam no peito das vítimas estendidas no Ginásio Municipal. As famílias ainda procuram suas crianças. As crianças universitárias estão eternamente no silencioso.
Ninguém tem coragem de atender e avisar o que aconteceu.
As palavras perderam o sentido.”

Incêndio na boate Kiss em Santa Maria causou a morte de mais de 230 pessoas na madrugada deste domingo… 27/01/2013.
* FABRÍCIO CARPINEJAR é já um Patrimônio Imaterial do Brasil.

MUITO EMOCIONANTE...

fonte:  http://auroradecinema.wordpress.com/

segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

ENSINANDO A CRIANÇA A ORAR COM AS MÃOS.

 ENSINANDO A CRIANÇA A ORAR COM AS MÃOS
Quando falamos de oração, lembramos a importância de incentivar nossas crianças a orarem. Pensamos que oração é coisa de adulto e esquecemos que as crianças devem aprender que orar é algo gostoso. Deus quer ser buscado também pelas crianças. Isto elas aprendem desde cedo no lar, na igreja, na escola dominical.
Inúmeras crianças aprendem a contar nos dedos, mas certa vez uma enfermeira ensinou a orar "nos dedos". 
O método dela era o seguinte:
Seu polegar é o dedo mais próximo do coração, portanto ore em primeiro lugar, pelas pessoas que estão mais perto de voce. Suas próprias necessidades devem ser incluídas, evidentemente , bem como as de sua família e as de seus amigos.
O segundo dedo é aquele que usamos para apontar. Ore por aqueles que lhe apontam. Ore por aqueles que lhe apontam a verdade, seja na igreja, seja na escola. Ore por seus professores, conselheiros, pastores e por aqueles que lhe transmitirem a fé.
O terceiro dedo é o maior de todos. Ele deve representar os líderes em qualquer esfera de sua vida. Ore pelas autoridades tanto pelas de dentro da igreja como pelas que dirigem os vários setores do governo.
O quarto dedo é o mais fraco, como todos os pianistas sabem. ele deve representar as pessoas que estão aflitas e sofrendo, os enfermos, os ofendidos, os injuriados e os feridos.
O quinto dedo é o menor de todos. Ele deve representar aqueles que geralmente passam despercebidos, inclusive os que sofrem maus tratos e privações.
Que maneira simples e maravilhosa de nos fazer lembrar das pessoas enquanto oramos! 
Que ótima ferramenta para ensinar as crianças como orar por si mesmas e pelos outros.


(extraído de "pequeno devocional de Deus para mulheres")
(Publicado na Revista Voz Missinária (2005)

*******************************************************************************

VARIAÇÃO (Rosiléia Dias)

Você pode alterar colocando o dedo mindinho,
representando a própria criança, por ser o menorzinho!

fonte.  http://vouaprenderebrincar.blogspot.com.br/2012/04/ensinando-crianca-orar-com-mao.html

ENSINANDO AS CRIANÇAS A ORAR.

Graça e Paz!


Hoje post um visual com o tema "Ensinando a criança á orar". Através de cinco bons motivos, e do visual, deixamos lembretes para a criança sobre por quem ela deve orar. Fizemos este trabalho na sala da EBD no último domingo, levei o contorno da mão já recortado e os lembretes as crianças recortaram e colaram durante a aula. Depois expliquei um a um e com a graça de Deus creio que eles entenderam....rsrsrs...estamos todos ansiosos pela I Jornada Bíblica que acontece domingo 27/03/11, peço que os irmaõs estejam em oração pra que tudo dê certo e que seja pra honra e glória do Senhor.
Ah!!!Esse material eu consegui no acaokidstatyamaral.blogspot, através do blog dela fui visitando os blogs indicados e achei este trabalho, visita que lá tem muita coisa legal...

Segue o post...


ENSINANDO A CRIANÇA A ORAR
POR QUEM DEVEMOS ORAR?

1. Por mim.
2. Pelos que estão fracos (Doentes salvos com problemas, não salvos).
3. Pelas autoridades (Pais, professores, policiais, membros do governo).
4. Pelos que me ensinam sobre Cristo ( Prof. da EBD,pastor,prof. da classe Boas Novas).
5. Pelas pessoas que amo (Família e amigos).
Paulo nos ensina a continuar "Perseverantes em oração"(Romanos 12:12).
Ajude as crianças desde pequeninas a fazerem da oração uma parte importante da sua vida diária.
Ao ensinar uma criança sobre a oração,use sua mão como recurso visual.
Cada dedo deve ser um lembrete das pessoas por quem ela deve orar.
(Extraído da Bíblia de Recursos para o Min. com Crianças.Apec).

FONTE. http://gracaepazkids.blogspot.com.br/2011/03/ensinando-crianca-orar.html


I. A importância da oração: A.É uma forma de manter comunhão c/Deus (Dn 6); B. Ajuda a enfrentar problemas diários; C. Jesus nos ensinou a orar (Mt 6:5-15);
Ensinando a Criança a Orar I. A importância da oração: A.É uma forma de manter comunhão c/Deus (Dn 6); B. Ajuda a enfrentar problemas diários; C. Jesus nos ensinou a orar (Mt 6:5-15); II. Ensinos básicos sobre a oração: A. O que é oração? Falar com Deus. B. Quem pode orar? Os Seus filhos. C. Onde podemos orar? (Em qualquer lugar) 1) Jonas orou na barriga do peixe (Jn 2:1-9); 2) Lídia orou na margem do rio (Atos 16:13); 3) Paulo e Silas oraram na prisão (Atos 16:25); D. Quando devemos orar? (A qualquer hora) 1) Sem cessar (I Ts 5:17); 2) Em todo tempo (Ef 6:18); 3) Em momentos especiais “...de manhã te apresento a minha oração...” (Sl.5:3b) “À tarde, pela manhã e ao meio-dia, orarei...” (Sl.55:17) Quando tivermos problemas (Fp 4:6) Quando estivermos contentes (Sl 96 e 100) E. Por que devemos orar? Porque Deus quer ter comunhão com os Seus filhos (Tg 4:8a). III. Conduzindo o período de oração A. Deve ser breve. B. Use palavras simples e curtas. C. Inclua a si mesmo na oração, usando “nós”, “nos”, etc. D. Diferentes pessoas podem conduzir essa atividade: 1) Os pais 2) O professor E. Use visuais para motivar as crianças a orar. F. Use um cântico de oração para criar um ambiente reverente. G. Espere sempre o silêncio e a reverência. Obs: Os pais e o professor devem ser modelos de vida de oração para seus filhos e alunos. IV. Ajudando a criança a orar em público A. Atitudes e posição: 1) Fechar os olhos; 2) Abaixar a cabeça; 3) Cruzar as mãos; B. Comece com oração de ação de graças. Agradecer! 1) Agradeça a Deus por algo específico (pelo sol, pela mamãe, pelo papai, irmãos, etc). 2) Peça as crianças salvas que participem orando também. 3) Inclua na oração: a) “Querido Pai”, etc. b) Diga a Deus o que você quer que Ele saiba. c) Termine a oração com “Em nome de Jesus, amém”. 4) Seja sensível às necessidades das crianças durante o período de oração. C. Prossiga, ensinando sobre pedidos de oração: 1) Faça pedidos específicos; 2) Peça às crianças que peçam de maneira específica; 3) Fale sobre as possíveis respostas de Deus: a) Pode ser “sim”, se estiver de acordo com a sua vontade e o Seu tempo (I Rs 18:37,38; I Sm 1:22); b) Pode ser “não”, se não for bom para nós (II Co 12:8,9); c) Pode ser “espere”, se ainda não for no tempo de Deus (Sl. 5:3); V. Dirigindo o período de oração: A. O primeiro encontro: 1) Defina o que é oração; 2) Explique o que podemos dizer a Deus (agradecimentos, pedidos); 3) Explique as posições físicas (olhos fechados, mãos juntas); B. O segundo encontro: 1) Explique “Em nome de Jesus, amém”; 2) Deixe uma ou duas crianças salvas irem a frente fazer uma oração que expresse, por exemplo, gratidão a Deus: Ex: “Querido Deus, obrigada pelo lanche, em nome de Jesus, amém”. VI. Tipos de Oração A. Louvor (Exaltar a Deus pelo que Ele é fez, etc.); B. Agradecimento (Agradecer a Deus por tudo); C. Confissão (Confessar pecados – Sl.66:18); D. Intercessão (Orar por outras pessoas); E. Petição (Fazer pedidos a Deus, apresentar suas necessidades). Exemplo Bíblico: A oração de Neemias. Fonte: Texto baseado em apostilas da Apec
Ensinando a Criança a Orar I. A importância da oração: A.É uma forma de manter comunhão c/Deus (Dn 6); B. Ajuda a enfrentar problemas diários; C. Jesus nos ensinou a orar (Mt 6:5-15); II. Ensinos básicos sobre a oração: A. O que é oração? Falar com Deus. B. Quem pode orar? Os Seus filhos. C. Onde podemos orar? (Em qualquer lugar) 1) Jonas orou na barriga do peixe (Jn 2:1-9); 2) Lídia orou na margem do rio (Atos 16:13); 3) Paulo e Silas oraram na prisão (Atos 16:25); D. Quando devemos orar? (A qualquer hora) 1) Sem cessar (I Ts 5:17); 2) Em todo tempo (Ef 6:18); 3) Em momentos especiais “...de manhã te apresento a minha oração...” (Sl.5:3b) “À tarde, pela manhã e ao meio-dia, orarei...” (Sl.55:17) Quando tivermos problemas (Fp 4:6) Quando estivermos contentes (Sl 96 e 100) E. Por que devemos orar? Porque Deus quer ter comunhão com os Seus filhos (Tg 4:8a). III. Conduzindo o período de oração A. Deve ser breve. B. Use palavras simples e curtas. C. Inclua a si mesmo na oração, usando “nós”, “nos”, etc. D. Diferentes pessoas podem conduzir essa atividade: 1) Os pais 2) O professor E. Use visuais para motivar as crianças a orar. F. Use um cântico de oração para criar um ambiente reverente. G. Espere sempre o silêncio e a reverência. Obs: Os pais e o professor devem ser modelos de vida de oração para seus filhos e alunos. IV. Ajudando a criança a orar em público A. Atitudes e posição: 1) Fechar os olhos; 2) Abaixar a cabeça; 3) Cruzar as mãos; B. Comece com oração de ação de graças. Agradecer! 1) Agradeça a Deus por algo específico (pelo sol, pela mamãe, pelo papai, irmãos, etc). 2) Peça as crianças salvas que participem orando também. 3) Inclua na oração: a) “Querido Pai”, etc. b) Diga a Deus o que você quer que Ele saiba. c) Termine a oração com “Em nome de Jesus, amém”. 4) Seja sensível às necessidades das crianças durante o período de oração. C. Prossiga, ensinando sobre pedidos de oração: 1) Faça pedidos específicos; 2) Peça às crianças que peçam de maneira específica; 3) Fale sobre as possíveis respostas de Deus: a) Pode ser “sim”, se estiver de acordo com a sua vontade e o Seu tempo (I Rs 18:37,38; I Sm 1:22); b) Pode ser “não”, se não for bom para nós (II Co 12:8,9); c) Pode ser “espere”, se ainda não for no tempo de Deus (Sl. 5:3); V. Dirigindo o período de oração: A. O primeiro encontro: 1) Defina o que é oração; 2) Explique o que podemos dizer a Deus (agradecimentos, pedidos); 3) Explique as posições físicas (olhos fechados, mãos juntas); B. O segundo encontro: 1) Explique “Em nome de Jesus, amém”; 2) Deixe uma ou duas crianças salvas irem a frente fazer uma oração que expresse, por exemplo, gratidão a Deus: Ex: “Querido Deus, obrigada pelo lanche, em nome de Jesus, amém”. VI. Tipos de Oração A. Louvor (Exaltar a Deus pelo que Ele é fez, etc.); B. Agradecimento (Agradecer a Deus por tudo); C. Confissão (Confessar pecados – Sl.66:18); D. Intercessão (Orar por outras pessoas); E. Petição (Fazer pedidos a Deus, apresentar suas necessidades). Exemplo Bíblico: A oração de Neemias. Fonte: Texto baseado em apostilas da Apec
USANDO AS MÃOS PARA APRENDER A ORAR.


Vamos ensinar nossas crianças a orar usando suas mãos para lembra-las por quem e quando podem orar.













FONTE.http://adsementesdafe.blogspot.com.br/2012/10/dia-mundial-de-oracao-da-apec.html




quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

PAINEL ANIVERSARIANTES COM A FOTO DOS ALUNOS.

 OLHA SUPER ORIGINAL E LEGAL... OS ALUNOS IRÃO AMAR... QUE TAL CONFECCIONAR O PAINEL DE ANIVERSARIANTES DO MÊS COM OS ALUNOS? TIRAR A FOTO DE CADA ALUNO OU DOS ALUNOS DE CADA MÊS E POSTAR NA SALA COM UM PAINEL FEITO COM ELES. SUPER CRIATIVO ...

A AMIGA DO BLOG CANTINHO ALTERNATIVO DEU A DICA E EU APROVEI E TROUXE PARA VCS... AGORA É SÓ CAPRICHAR...BJOS. JOELMA COUTO.







domingo, 20 de janeiro de 2013

ALFABETO MÓVEL COM TAMPINHAS DE GARRAFA PET.

OLHA MAIS UMA SUGESTÃO PARA VOLTA ÀS AULAS, ALFABETO MÓVEL COM TAMPINHAS DE GARRAFA PET. VI ESSA SUGESTÃO NO BLOG http://www.pragentemiuda.org/.


Oi pessoal!

Vim postar uma ideia muito criativa para fazer um alfabeto para trabalhar com seus alunos este ano... A dica é reciclar sempre, então anote aí: use tampinhas de garrafa pet e letrinhas de eva e faça este alfabeto móvel. Tem ideia reciclada mais bacana? Amei!!!

Alfabeto móvel da Bolinha de sabão.


Alfabeto móvel da Cirandinha.


Pra quem quiser fazer em EVA use este molde abaixo pra facilitar. Outra dica bacana é imprimir em impressão colorida e colar nas tampinhas.


DICA:  Substitua as tampinhas pet por tampas de toddy ou de maionese e tenha um alfabeto maior para a turminha pequena ou para alunos especiais!











sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

CAPA AGENDA E RECADINHO CADERNO DE COMUNICAÇÃO.






TABUADA RECORTADA!











TABUADA RECORDADA... MUITO BOA ESSA ATIVIDADE PARA AVALIAR A APRENDIZAGEM. VALE A PENA! JOELMA COUTO .

Ao comando do prof. o aluno recorta a primeira tarja do lado do desenho, observa qual é a sentença que apareça resolve-a mentalmente e na outra parte procura qual é o resultado. Descobrindo o resultado a criança deve colar o desenho na linha da resposta. Assim é feito com as outras tarjas.

FONTE: http://blogspacinho.blogspot.com.br/2011/06/tabuada-fatiada-da-turma-da-monica.html

VOLTA ÀS AULAS, ESTOJO COM MOLDE.

SUGESTÃO DE LEMBRANCINHA PARA A VOLTA ÀS AULAS. ESSE ESTOJO EU JÁ FIZ PARA MEUS ALUNOS, O MOLDE ESTÁ ABAIXO. ESPERO QUE GOSTEM DA SUGESTÃO... BJOS.
JOELMA COUTO. 








ESPECIAL VOLTA ÀS AULAS. ETIQUETAS!!!


ETIQUETAS PARA COLAR NO CADERNO E DE BOAS VINDAS. VOLTA ÀS AULAS.














LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin

Folheados