Curta a nossa página!

quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

Mensagem para os professores.


Muito linda essa mensagem para os professores.
Mensagem para os professores. 

Mais um simulado de língua portuguesa 1º ano.






Mais um simulado de língua portuguesa 1º ano.

Simulado 1º ano língua portuguesa






Simulado 1º ano língua portuguesa


Simulado 1º ano língua portuguesa




Simulado 1º ano língua portuguesa

quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Agite sua sala de aula / Máscara com moldes e passo a passo.


O Carnaval com as crianças vai ficar mais divertido com essas sugestões para você confeccionar com a turma e enfeitar a classe. E não se esqueça de muito confete e serpentina!

obs: matéria da revista coleção Educação infantil nr. 33.

Máscara de carnaval.
Máterial:
- E.v.a na cor desejada
- Lantejoulas 
- Cola quente
- Tesoura
- Caneta
- Látex
- Fita crepe ou dupla face








Moldes


Molde grande.
Obs. Para cortar em tamanho grande corte dobrado.


terça-feira, 27 de janeiro de 2015

1ª avaliação diagnóstica de produção de texto para turmas de 4º ano.


1ª avaliação diagnóstica de produção de texto para turmas de 4º ano.
Para salvar, clique na imagem.

Texto O pato poliglota / Texto e atividades.




Atividade de leitura, interpretação. Projeto de leitura. Prática de leitura. Língua Portuguesa, Produção textual. 
Texto O pato poliglota.

Para salvar clique nas imagens. 

segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Projeto carnaval. Comemore o carnaval com as crianças por meio de muita folia e atividades lúdicas.


Projeto carnaval

Comemore o carnaval com as crianças por meio de muita folia e atividades lúdicas.

obs: matéria da revista coleção Educação infantil nr. 33.



O início do ano letivo é marcado pela festa mais tradicional de nosso país: o Carnaval. Não podemos deixar de comemorar e aproveitar o tema para apliar os conhecimentos de nossos alunos. É interessante resgatar a tradição das fantasias e o do baile de máscaras, além de apresentar à turma algumas marchinhas carnavalescas. 
De forma alegre e divertida, a comemoração do Carnaval ajuda no período de adaptação e permite que as crianças desenvolvam a criatividade e expressem seus sentimentos. O carnaval é um dos temas mais ricos a cultura popular brasileira. E é uma referência no calendário mundial. 
O Brasileiro é conhecido por sua alegria e samba no pé. Em todas as regiões do país, manifestações animam a população que pula, brilha, canta, samba e emociona. Desenvolver um miniprojeto ou sequência de atividades sobre essa festa faz com que os alunos se interessem e demonstrem curiosidade pelo mundo social, formulando perguntas e hipóteses, imaginando soluções para copreendê-lo, manifestando opniões próprias sobre os acontecimentos, buscando informações e confrontando ideias. 

"Refletir com os alunos sobre os excessos praticados nessa época do ano e os males que eles podem causar aos foliões renderá as crianças uma prática futura de comemoração carnavalesca saudável."








* Respeite sempre as curiosidades, necessidades, interesses e ideias das crianças.
* Valorize a livre expressão.
* Desenvolva a oralidade e amplie ao máximo o vocabulário dos alunos. 
* Adapte as atividades a realidade e faixa-etária de sua turma.

"O brincar funciona para a criança como o fantasiar e o refletir. A brincadeira é uma forma essencial de comunicação."










domingo, 25 de janeiro de 2015

Carnaval é uma das festas mais esperadas do ano. HORA DE CAIR NA FOLIA!!!


O Carnaval é uma das festas populares mais animadas do mundo! Vamos postar dicas de atividades, história da festa e sugestões para seus alunos entrarem no clima carnavalesco.
obs: matéria da revista coleção Educação infantil nr. 33.


O Carnaval é uma das festas mais esperadas do ano. É época de alegria, muita cor, dança e folia. Todo mundo adora comemorar e participar desta data tão festiva. Mas você sabe qual foi a sua origem? O Carnaval nasceu na antiga Grécia, em meados dos anos 600 a 500 a.C. Ele teve sua origem nas festas em que os gregos realizavam cultos em agradecimento aos deuses pela fertilidade do solo e pela boa colheita. 
Para tornar a festa ainda mais divertida, os gregos inseriram bebidas e outras práticas que não foram bem recebidas pelo clérigo, que decidiu abolir as comemorações de seu calendário. Séculos depois, em cerca de 590 d. C., a Igreja Católica resolveu adotar a comemoração, banindo os atos que considerava pecaminosos. Só em 1545, durante os Concílio de Trento, o Carnaval voltou a ser comemorado como antigamente, como uma festa popular. 


A animada comemoração só aterrissou no Brasil por volta do ano 1720, chegando aqui sob influência das festas carnavalescas que aconteciam na Europa. Em países como Itália e França, o Carnaval ocorria em forma de desfiles urbanos, nos quais os carnavalescos usavam máscaras e fantasias. Personagens de origem europeia como a Colombia, o Pierrô e o Rei Momo também foram incorporados ao Carnaval brasileiro. 
Essa festa chegou ao Brasil pelas mãos dos portugueses e era chamado de "entrudo" - palavra que vem do latim "introitus" e que designa as solenidades litúrgicas da Quaresma. As pessoas festejavam sujando-se uns aos outros com polvilho e farinha de trigo ou espirrando água pelas ruas com a ajuda de uma enorme bisnaga de lata.
Já a elite e a classe média costumavam brincar o Carnaval refugiadas em suas casas e fazendo guerras de laranjinhas - pequenas bolas de cera que se quebravam espalhando água perfumada -, ou então, jogando de suas janelas um líquedo não tão cheiroso na cabeça dos passantes. Por isso, eram muitas as pessoas que evitavam sair às ruas durante os dias do entrudo a fim de evitar confusões e "sujeira" (há no Recife, atualmente, uma brincadeira sobrevivente do entrudo que se chama mela-mela).
Com a declaração de independência do Brasil, em 1822, o entrudo, de raiz colonial, passou a ser visto como algo negativo e atrasado. Por iniciativa de intelectuais, artistas e imprensa, essa tradição colonial começou a ser deixada de lado e passou-se a adotar os modelos de festa trazidos da Itália e da França, já com o nome de Carnaval. Aí quando entraram os bailes e os desfiles nas ruas com alegorias. 



Durante o Primeiro Imp´´erio, por volta de 1840, os bailes de máscaras começaram a fazer enorme sucesso. Realizados em teatros e hotéis do Rio de Janeiro, não se dançava o samba, mas o schottische, mazurcas, polcas, valsas e o maxixe - que era o único ritmo genuinamente nacional. 
Somente em 1869, quando a tor Correia Vasques adaptou a música de uma peça francesa e deu para essa adaptação o nome de Zé Pereira - mesma música que é cantada até os dias de hoje -, apareceu a primeira música de Carnaval. Até então, todas as canções eram instrumentais ou em outro idioma. 
No final do século 19, algumas pessoas começaram a estimular a criação de carnavais que imitassem os de Roma e de Veneza, onde as pessoas saiam às ruas fantasiadas para tomar parte no "corso" ou para realizarem batalhas de flores ou de confete. 
Foi aí que apareceram os primeiros blocos carnavalescos, cordões e os famosos "corso". Estes últimos tornaram-se mais populares no começo do século 20.
As pessoas se fantasiavam, decoravam seus carros e. em grupos, desfilavam pelas ruas das cidades. Está aí a origem dos carros alegóricos, típicos das escolas de samba atuais. A festa foi grandemente adotada pela população brasileira, o que tornou o Carnaval uma das maiores comemorações do país.


No século 20, o Carnaval foi crescendo e tornando-se cada vez mais uma festa popular. Esse avanço ocorreu com a ajuda das marchinhas carnavalescas. As músicas deixavam o Carnaval cada vez mais animado.
A primeira escola de samba surgiu no Rio de Janeiro e chamava-se Deixa Falar. Foi criada pelo sambista carioca Ismael Silva. Anos mais tarde a Deixa Falar transformou-se na Estácio de Sá. A partir daí, o Carnaval de rua começa a ganhar um novo formato. Começam a surgir novas escolas de samba no Rio de Janeiro e em São Paulo. Organizadas em Ligas de Escolas de Samba, começam os primeiros campeonatos para verificar qual escola de samba era mais bonita e animada. 
Já no Nordeste, principalmente em Salvador e Recife, ganhou força os desfiles de rua, co direito a trios elétricos comandados por cantores famosos como Ivete Sangalo e Daniela Mercury, muita fantasia e folia. 


Para salvar, clique nas imagens. 






Avaliação de língua portuguesa / 4º ano.



Avaliação de língua portuguesa / 4º ano.

Para salvar clique nas imagens. 

sábado, 24 de janeiro de 2015

Avaliação de Matemática 4º ano.



Avaliação de Matemática 4º ano.

Para salvar clique nas imagens.

Atividade sobre família.


Atividade sobre família.
Clique para salvar a imagem.

Sequência didática da música O PATO de Vinícius de Moraes. 1º ano.








Sequência didática da música O PATO  de Vinícius de Moraes.
Para salvar clique nas imagens. 

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin

Folheados