Curta a nossa página!

quinta-feira, 15 de abril de 2010

MAIS 3 PEÇAS PARA O DIA DAS MÃES - SUGESTÃO DE PEÇAS PARA O DIA DAS MÃES!

MÃE EU TE AMO
Uma descontraída encenação de uma situação comum dos nossos dias: o breve esquecimento por parte dos filhos em relação aos dias das mães. Na peça, as personagens secundárias (os filhos) se lembram a tempo da data comemorativa e prestam uma homenagem à personagem principal (a mãe).

(PASSA UMA JOVEM SENHORA DE VASSOURA, AVENTAL E LENÇO NA CABEÇA - CANTAROLANDO E VARRENDO - SENTE DORES NAS COSTAS).
DONANA -. Quanto mais a gente limpa mais sujeira aparece! Quem é dona de casa entende perfeitamente o que eu digo. Bem, se for uma dona de casa prendada como eu! E olha que eu deixo essa casa brilhando, sem precisar jogar sujeira pra debaixo do tapete. (olha tímida a igreja, como se estivesse sendo filmada) É que sou limpinha! Eu me chamo Ana, mas pra todo mundo da redondeza é Donana. (mexendo nas unhas) Espia só! Se tiver precisando assim... de uma faxina, uma limpezinha na sua casa, não se acanhe não, tá? Pode falar comigo que eu ensino direitinho o caminho pra comprar uma boa vassoura, uma escova de roupa e bastante material de limpeza pra a senhora deixar sua casa limpinha, igualzinha a minha. Olha só, não precisar nem de academia mais. Vai queimar toda a gordura nos afazeres domésticos. (T) A minha ginástica é no tanque, na vassoura. Ah! E tem o sobe e desce da ladeira pra comprar mantimento fiado na mercearia do seu Joaquim. Compro na caderneta e pago certinho, todo dia cinco. (T) Não posso esquecer de falar dos meus filhos. São tão dedicados! Eles me ajudam arrumar a casa no dia das mães. (chateada) Uma vez no ano, mas ajudam, tá? (crítica) Tem filho que nem isso faz! (continua limpando e cantando).
MARQUINHO – Mãe, cadê a minha meia branca?
DONANA - (ao público) É o Marquinho, meu menino! (T) Tá na corda, acabando de secar.
MARQUINHO - Vou sair com ela, mãe!
DONANA - Mamãe vai secar no ferro já, já, filho.
MARQUINHO - Ela tava limpa, mãe!
DONANA - Duas semanas com a mesma meia e ainda diz que estava limpa! Saiu tanta água preta que parecia que eu tava lavando o coador de café! Esse menino tem cada uma!
MARQUINHO - Atchim! Ô mãe!
DONANA – Fala, coisa rica da mãe. O que foi dessa vez?
MARQUINHO - Eu tô espirrando!
DONANA - (igreja) Isso todos nós ouvimos!
MARQUINHO - Deve ser esse quarto empoeirado.
DONANA - Ah não, filho! Mas não é mesmo! A mamãe tirou todo o pó ontem à noite desse quarto. (com as mãos nas costas, fala à igreja) Tô quebrada! (alto) Deve ser perfume demais, não?
MARQUINHO - (entrando) Peguei no quarto da senhora.
DONANA - Meu perfume da Avon! (ele fica sem graça) Você pegou o “toque de amor’ ou “charisma”, filho?
MARQUINHO - Na dúvida em saber qual era o melhor, coloquei os dois. To indo nessa!
DONANA - Vai sair sem meia?
MARQUINHO - Esquenta não!
DONANA - Pode se resfriar filho.
MARQUINHO - Mãezinha do coração!
DONANA - (igreja) Pronto! Ele disse mãezinha do coração!
MARQUINHO - (coçando a cabeça) Tem dinheiro aí, mãezinha?!
DONANA - (varrendo) Tava demorando. (T) Ta em cima da geladeira, debaixo do pingüim. Cuidado pra não quebrar meu pingüim... É relíquia, filho! Pega cinco reais e não esquece do troco.
MARQUINHO - Mãe... (ela não responde). Ô mãe, responde!
DONANA - (irritada) Fala, filhinho da mamãe!
MARQUINHO - Alguém me ligou?
DONANA - (pausadamente) Alice, Beatriz, o Marcelo e... Esqueci.
MARQUINHO - Existe papel e caneta pra quê, mãe?!
DONANA - Pra escrever, né, filho?! (resmungando) Pra que eu ia querer....
MARQUINHO - Falando sozinha, mãe?
DONANA - É a idade, filho! (cantarolando)
(ENTRA MONIQUE)
MONIQUE – Parabéns, minha mãe!
DONANA – Obrigada, filha! (olhando em volta) Ta ficando limpinho, né, filha?!
MONIQUE - Não é pela limpeza, mãe!
DONANA – Ah, filha, obrigada! (beija a filha). Obrigada mesmo, mas o meu aniversário foi mês passado!
(ENTRA MARQUINHO)
MARQUINHO - Fala maninha!
MONIQUE – Marquinho, a mamãe tá limpando a casa hoje?
DONANA - Pelo cheirinho, o frango já está assado. Marquinho, você não vai sair agora. Espere o almoço. Depois a gente sai junto pro ensaio na igreja. (e sai)
MARQUINHO - Não entendi, Monique. Fala!
MONIQUE - (explica com clareza) Hoje é o dia das mães, logo, a mamãe não faz nada, não trabalha... A gente deveria ter ido almoçar fora. (nervosa) Eu vi a mamãe limpando a casa no dia das mães!
MARQUINHO - Lembrei cedo, mas a mamãe tava tão feliz na limpeza que eu não quis contrariar.
MONIQUE – Pensa, cabecinha!
MARQUINHO - Não tô a fim de pensar não!
MONIQUE- Não! A minha cabecinha. Pensa rápido... Legal! Vamos cantar uma música pra mamãe.
MARQUINHO - Cantar eu gosto, maninha!
MONIQUE - Fique quieto pra não estragar a surpresa! (ele sinaliza que sim, sacodindo os dedos empolgado) Mãe!
DONANA – Fala, minha lindinha!
MARQUINHO - (nervoso) Não, mãe! A senhora precisa vir até a sala, se não a surpresa não tem graça.
DONANA - O quê? Já to indo, bebezinho da mamãe!
MONIQUE - Fique quieto. Eu sabia!!
DONANA - Tá brigando com o Marquinho! O que acontece? (coloca um de frente para o outro) Menina, peça desculpa já! (tira a sandália do pé e ameaça a dar umas “chineladas”) Monique, peça desculpa pro Marquinho.
MONIQUE – Desculpa!
DONANA – Fale assim: “Desculpa, Marquinho”.
MONIQUE - Desculpa Marquinho.
DONANA - (autoritária) Sua vez, Marquinho.
MARQUINHO - (pausadamente) Desculpa, Monique. Assim, mãe?
DONANA - Foi rápido o meu menino! Eita menino inteligente da mamãe.
MONIQUE e MARQUINHO - (sorrindo) Mãe!
DONANA - (chateada, pega a sandália) Tá rindo da mãe. (olhando os dois) O que eu fiz de engraçado?
MONIQUE - A gente ama a senhora.
MARQUINHO - Ela ta falando a verdade mãe. A gente ama a senhora.
MARQUINHO e MONIQUE - Feliz dia das mães!
DONANA - Dia das mães! (T) Pensei que tivessem esquecido! Obrigada, meus amores. Eu amo muito vocês. Eu aqui triste por dentro, pensando...
MONIQUE - Senta aqui, mãezinha! (a colocam no centro)
DONANA - Sento!
(OS FILHOS CANTAM A MÚSICA “MÃE EU TE AMO” DE MARCELO NASCIMENTO. PODE SER UMA OUTRA MÚSICA)
PALAVRA FINAL
DESSA FORMA BEM DESCONTRAÍDA QUE O MINISTÉRIO DE TEATRO (OU GRUPO) RESOLVEU HOMENAGEAR TODAS AS MÃES DE NOSSA IGREJA E AQUELAS QUE NOS VISITAM. (T) QUE O SENHOR REALIZE O DESEJO DO CORAÇÃO DE CADA MAMÃE AQUI PRESENTE. (T) E AQUI VAI UM RECADO PARA VOCÊ QUE É FILHO: COMEMORE TODOS OS DIAS O DIA DAS MÃES. APROVEITE ENQUANTO ELA ESTÁ PERTO. QUEM NÃO TEM MAIS A SUA MÃEZINHA SABE DO QUE ESTOU FALANDO. AME COM GESTOS, ATITUDES E PALAVRAS. NÃO QUE ELA PEÇA ISSO. NÃO! MAS PORQUE ELA MERECE! SE A SUA MÃE NÃO ESTÁ COM VOCÊ AQUI NA IGREJA, DIGA NA PRIMEIRA OPORTUNIDADE “MÃE, EU TE AMO”. MAS SE ELA ESTIVER AQUI, FAÇA ISSO AGORA. MÃE, EU TE AMO!

MAMÃE ME ESCOLHEU
A história da menina que foi adotada...Lilica.
Personagens: Lilica moça (que conta a história); Lilica menina; Marcelo (irmão de Lilica); Raul (pai de Lilica);Ruth(mãe de Lilica);doutor Alaor (o médico da família), e algumas crianças.
Cenário l - Casa de LILICA: sala com cadeiras, mesa, e faixa com os dizeres: "Feliz Dia das Mães".
Cenário 2 - Consultório do doutor Alaor: mesmos móveis, com arrumação diferente. Uma boneca enrolada como bebé.
Obs.: os próprios personagens transformam o cenário da sala em consultório.

Personagens: Lilica moça (que conta a história); Lilica menina; Marcelo (irmão de Lilica); Raul (pai de Lilica);Ruth(mãe de Lilica);doutor Alaor (o médico da família), e algumas crianças.

Cenografia: Cenário l - Casa de LILICA: sala com cadeiras, mesa, e faixa com os dizeres: "Feliz Dia das Mães".

Cenário 2 - Consultório do doutor Alaor: mesmos móveis, com arrumação diferente. Uma boneca enrolada como bebé.
Obs.: os próprios personagens transformam o cenário da sala em consultório.

Sonoplastia: Início: música do Dia das Mães; quando o médico entrega o bebé para os pais: música de bebé; quando Lilica se diz apaixonada: música com o tema de amor e, no final, música do Dia das Mães novamente.
Quando o cenário é aberto, Lilica moça já está sentada no canto do palco. Lilica menina, Marcelo e o pai enfeitam a sala com a faixa para homenagear Ruth. Os três conversam.

LILICA: Papai, a mamãe vai ter uma surpresa quando entrar na sala!

RAUL: Vai ficar feliz, porque ela adora surpresas.

MARCELO: A gente podia se esconder e estourar algumas bexigas, quando ela entrasse.

(Lilica não gosta da ideia. Os três abaixam o tom de voz e a atenção do público volta-se para Lilica moça, vestida a rigor. Os outros três saem de cena.)

LILICA MOÇA(pensativa): Parece que foi ontem o meu tempo de infância. Foi tudo tão belo e gostoso! Minha mãe era bonita e inteligente. Para mim, ela sempre sabia tudo!

RUTH: (entra na sala e Lilica moça silencia): Meu Deus do céu! Onde será que está o Marcelo?

MARCELO (entra com a bola na mão): To aqui, mãe! Sabe que hoje marquei quatro "gols"? A turma já me escolheu para o campeonato do bairro!

RUTH: Que ótimo, filho! Parabéns!

Lilica (aproximando-se da mãe): Mamãe, você fica muito bonita com essa roupa, sabia?

RUTH: (senta-se e pega Lilica no colo): E você é uma menininha muito linda!
LILICA: Sabia que em dia de chuva é gostoso ouvir histórias?

RUTH: Mas hoje não está chovendo, Lilica.

LILICA: Então vou brincar no quintal.

(Lilica beija a mãe e sai correndo. Ruth sai do palco e Lilica moça volta a contar a história.)

LILICA MOÇA: Eu sempre queria que chovesse à tarde, para que minha mãe contasse histórias. Uma tarde, finalmente, o céu se fechou, ficou tudo escurinho e minha mãe chamou eu e meu irmão na sala e contou uma história.

RUTH: (entra chamando): Marcelo, Lilica, venham para dentro porque está chovendo. Preparei uma história muito importante para hoje!

(Marcelo e Lilica entram correndo.)

MARCELO: Mãe, você vai contar histórias?

LILICA: Você prometeu que contaria, quando chovesse!

RUTH: Calma, gente! Eu vou contar, sim. Sentem-se aqui perto de mim.

(Marcelo e Lilica sentam-se ao lado da mãe.)

RUTH: (conta a história da adoção de Lilica): Era uma vez um casal que tinha um filho lindo. Porém, os dois queriam também ter uma menina. Tentaram muito, mas não conseguiram. Resolveram, então, procurar um amigo médico, que poderia ajudá-los.

(Enquanto conta a história, a mãe e as crianças levantam-se e arrumam o cenário, colocando a mesa e as cadeiras de forma a parecer um consultório médico. Feito isso, saem do palco e entra o doutor Alaor, vestido a rigor, com um bebé no colo.)

Dr. Alaor: Tomara que o Raul e a Ruth não demorem. Esta menininha vai ser tão feliz com eles!

(Entram Ruth e Raul. Ruth pega logo o bebê no colo.)

RUTH: Que coisinha mais linda, Raul! Ela vai ser muito feliz conosco, Alaor.

(O casal sai, levando o bebé. O médico arruma o cenário como era antes e sai. Entram Ruth, Marcelo e Lilica, sentando-se à mesa.)

MARCELO: Mamãe, então quer dizer que o casal adotou a menininha?

RUTH: Foi isso mesmo. Eles, entre muitos bebês, escolheram aquela garotinha para ser filha deles.

LILICA: Quando o filho vem da gente, ele não pode ser escolhido, mas quando é adotado pode, né, mamãe?
RUTH: Então, Lilica, o casal escolheu a menina porque a amou, assim que a viu.

MARCELO: Qual era o nome da menininha, mãe?

RUTH: (abraçando os dois): Por coincidência, ela também se chamava Lilica.

(Os três saem de cena e Lilica moça volta a contar sua história.)

LILICA MOÇA: Foi nesse dia, depois da história, que eu tive a certeza de que era adotada. Porém, minha mãe e meu pai disseram tantas vezes que me amavam, que isso nunca fez diferença.

(Começa a tocar uma música de amor e entram Ruth e Lilica vestida de mocinha.)

LILICA: Mamãe, estou apaixonada!

RUTH: (abraçando a filha): Que coisa linda, minha filha. É quem é ele?

(Lilica e Ruth sentam-se à mesa e ficam conversando outra vez.)

LILICA: E um rapaz que conheci no baile, ontem. Ele está servindo o exército e tem 18 anos.

RUTH: E vocês vão sair juntos, hoje?

(As duas levantam-se e saem do palco abraçadas.)

LILICA MOÇA(recomeça a contar): Quantas vezes sentei-me à mesa para conversar com minha mãe sobre
os meus namorados! Ela sempre teve tanto interesse e uma palavra doce para me dar cada vez que eu tinha
uma dúvida..

(Lilica moça para de falar, quando entram Raul, Marcelo e Lilica criança para continuarem a arrumação da sala.)

LILICA: Papai, vamos acabar logo de colocar esta faixa, antes que a mamãe chegue.

(Os três colocam a faixa e depois vão chamar Ruth. Quando ela entra, de olhos fechados, começa a tocar novamente a música do Dia das Mães e entram outras crianças para cantarem junto.)

MARCELO: Parabéns, mamãe! LILICA: Parabéns, mamãe!

(Os dois seguram a mãe e dão-lhe muitos beijos. Enquanto todos se divertem cantando, a música abaixa e Lilica moça volta a falar.)

LILICA MOÇA: Mãe é aquela que nos ama, que está do nosso lado quando precisamos, para ouvir nossas queixas e se alegrar com nossas vitórias. Que nos aceita como somos e diz que nos ama com os lábios, com os olhos e com o coração. Eu fui uma criança adotada e me orgulho disso, pois fui escolhida entre tantas e muito mais querida que muitas.
(A música aumenta, todos cantam, e Lilica moça sai de cena.)

Todos: Feliz Dia das Mães!


UM LUGAR ESPECIAL NO CORAÇÃO DA MAMÃE
Eu sei que tenho um lugar especial no coração da mamãe, para ser montada com crianças.
Junior fala1 (fica sentado no palco com a almofada de coração, com roupa bem infantil...) – Sempre antes de entrar as crianças, repetir a fala:
Eu sei que tenho um lugar especial no coração da mamãe...
(Repete nove vezes, por isso é preciso dar uma expressão diferente, alívio, alegria, orgulho, consciência, meiguice...)
Crianças fala 2 (entram com frutas, saquinhos de super, avental, panela...) – Todas falam juntas:
...porque ela se preocupa com a minha alimentação!
Junior fala1 (fica sentado no palco com a almofada de coração, com roupa bem infantil...) – Sempre antes de entrar as crianças, repetir a fala:
Eu sei que tenho um lugar especial no coração da mamãe...
Crianças fala 3 (entram com roupas de dormir, caixa de remédios e primeiros socorros, termômetro, colher, travesseiro, bolsa de água quente...) - Todas falam juntas:
... porque ela fica muito preocupada e acordada a noite toda quando eu fico doente!
Junior fala1 (fica sentado no palco com a almofada de coração, com roupa bem infantil...) – Sempre antes de entrar as crianças, repetir a fala:
Eu sei que tenho um lugar especial no coração da mamãe...
Crianças fala 4 (crianças entram com marcas de beijos no rosto, roupa amassada...) – Todas falam juntas:
... porque muitas vezes ela mostra o seu carinho me abraçando e me beijando!
Junior fala1 (fica sentado no palco com a almofada de coração, com roupa bem infantil...) – Sempre antes de entrar as crianças, repetir a fala:
Eu sei que tenho um lugar especial no coração da mamãe...
Crianças fala 5 (entram vestidas de uniforme escolar e com cadernos, mochila, lancheira ...) – Todas as crianças falam juntas:
... porque ela está sempre acompanhando minhas atividades na escola!
Junior fala1 (fica sentado no palco com a almofada de coração, com roupa bem infantil...) – Sempre antes de entrar as crianças, repetir a fala:
Eu sei que tenho um lugar especial no coração da mamãe...
Crianças fala 6 (entram com a mão no bumbum, com cara de dor e sentam na cadeiras...) – Todas as crianças falam juntas:
... porque sempre que faço alguma coisa errada ela me corrige e, às vezes, fico até de castigo!
Junior fala1 (fica sentado no palco com a almofada de coração, com roupa bem infantil...) – Sempre antes de entrar as crianças, repetir a fala:
Eu sei que tenho um lugar especial no coração da mamãe...
Crianças fala 7 (entram com roupão, toalha, shampoo, sabonete, cotonete...) – Todas as crianças falam juntas:
... porque ela está sempre cuidando para que eu esteja sempre limpinho!
Junior fala1 (fica sentado no palco com a almofada de coração, com roupa bem infantil...) – Sempre antes de entrar as crianças, repetir a fala:
Eu sei que tenho um lugar especial no coração da mamãe...
Crianças fala 8 (entram com boneca, bola, outros brinquedos...) - Todas as crianças falam juntas:
...porque ela separa um tempo para brincarmos juntos!
Junior fala1 (fica sentado no palco com a almofada de coração, com roupa bem infantil...) – Sempre antes de entrar as crianças, repetir a fala:
Eu sei que tenho um lugar especial no coração da mamãe...
Crianças fala 9 (entram com as mãos juntas, em sentido de oração...) - Todas as crianças falam juntas:
... porque ela nunca se esquece de mim em suas orações!
Junior fala1 (fica sentado no palco com a almofada de coração, com roupa bem infantil...) – Sempre antes de entrar as crianças, repetir a fala:
Eu sei que tenho um lugar especial no coração da mamãe...
Crianças fala 10 (entram com Bíblias abertas nas mãos...) - Todas as crianças falam juntas:
...porque ela se preocupa em dar o melhor para o meu crescimento: os ensinos da Palavra de Deus!
Todas as crianças as crianças repetem juntas (bem forte):
Eu sei que tenho um lugar especial no coração da minha mamãe.

Obrigado pela Mamãe
Autor desconhecido.
Tipo: leitura e mímica.
Personagens: Menino, Mãe, Narrador.

Cenário: 1 mesa com 2 cadeiras; bloco de papel e caneta.

O narrador lê pausadamente o texto enquanto os personagens fazem mímicas ou agem de acordo com o texto.

Narrador: Paulinho era uma criança muito obediente. Sempre ajudava a mamãe nas tarefas da casa.
Certo dia, Paulinho queria comprar uma bola. Escreveu um bilhete e colocou ao lado do prato da mãe à hora do almoço. Dizia assim:

Mamãe deve a Paulinho:
Por guardar a roupa ... R$ 4,00
Por arrumar a cama ... R$ 3,00
Por anotar recados ... R$ 4,00
Por lavar a louça … R$ 5,00
Por fazer as lições … R$ 4,00
Total: R$ 20,00

À mesa do jantar, Paulinho achou os vinte reais e também havia uma notinha que dizia:

Paulinho deve a Mamãe:
Por 3 boas refeições ao dia: NADA
Por lavar e passar sua roupa: NADA
Por cuidar quando está doente: NADA
Por um bom lar e muito amor: NADA
Por ensinar e educar: NADA
Total: NADA

O menino abraça a mãe e fala:
Querida Mamãe,
Obrigado por teu carinho, teus sacrifícios e teu amor sem fim. Te amo!

O Narrador convida todos para orar:
Querido Deus,
Obrigado pela mãe que Tu me destes. E que me ensinou o que é o amor. Amém

FONTE: EDMA FERREIRA - PROFESSORES SOLIDÁRIOS.

PEÇAS PARA O DIA DAS MÃES, TEATRO DIA DAS MÃES, SUGESTÕES DE PEÇAS PARA O DIA DAS MÃES, MODELO DE PEÇAS PARA O DIA DAS MÃES, APRESENTAÇÃO PARA O DIA DAS MÃES.

Um comentário:

  1. São muito boas as sugestões da peça para as mães, mas vc tem conhecimento de alguma própria para 1º periodo de educação infantil (crianças de 03 anos)?
    bjos!!!

    ResponderExcluir

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin

Folheados